O Misterioso Caso Barroso - Entrevista com o Dr. Magalhães

Um dramático caso ufológico em que a testemunha foi atingida por um feixe de luz no rosto. Posteriormente entrou em processo de rejuvenescimento físico e mental deixando médicos estupefatos.

Página 3 - Entrevista com Luis Barroso Fernandes


Página 4 - Entrevista com o Doutor Magalhães


Página 5 - Entrevista com o Jornalista Jonas Sousa


Por Reginaldo de Athayde (Baseado no livro: ETs, Santos e Demônios na Terra do Sol, de autoria de Reginaldo de Athayde, pesquisador original do caso).

Sumário:


 

 


Em Ufologia, honestidade é tudo. Ao copiar material deste site cite a fonte, assim como fazemos em nosso site. Obrigado!

 

Introdução

Ao entrevistarmos o doutor Antonio Moreira Magalhães, que atendeu à vítima daquela estranha força luminosa, sentimos que no começo ele lutava veementemente em afirmar que o caso do Barroso apresentava um quadro clinico incomum. Mas, após examinar clinicamente o paciente, convenceu-se de que Barroso realmente havia sido levado por um objeto voador não identificado. Mas de onde?

Athayde - Doutor Magalhães, o que o senhor acha de toda essa história?

Magalhães – Trata-se realmente de algo fora do comum. No início eu não aceitava a versão do paciente. A história era fantástica demais para ser aceita de imediato, e embora soubesse que não se tratava de um homem de criar fantasias, eu fiquei da espera demais informações.

Athayde – Como aconteceu o primeiro contato do médico com o possível contatado por discos voadores?

Magalhães – Eu estava em meu consultório quando a família o trouxe para uma consulta. Ele estava nervoso, tinha o lado esquerdo do corpo vermelho e edematoso. Parecia uma alergia. Os olhos estavam ejetados, mas contou a história normalmente como já falei anteriormente.

Athayde – O senhor acreditava na história do UFO?

Magalhães – De forma alguma. Eu não acreditava em certas coisas que fogem do normal. Não que seja ateu ou materialista, mas essa história de disco voador não entrava na minha cabeça. Pareciam-me histórias de quem não tinha nada o que fazer, imaginação de mentes férteis, como os contos de lobisomens.

Athayde – Em que momento o senhor passou a aceitar a situação, ou seja, que realmente algo de anormal havia acontecido?

Magalhães – Quando o encontrei em Fortaleza e conversamos sobre o seu caso, eu já estava mais propenso a acreditar. Depois, constatando a possibilidade de sua anomalia ser explicada pela Ciência, passei a olhar por outro ângulo, embora sem saber como explicar isso na medicina. Pensei também na repercussão que teria na minha carreira, junto aos colegas ou mesmo fora dela.

Athayde – Quando o encaminhou à Fortaleza atendendo à solicitação da família, o Senhor acreditava que ele teria melhora?

Magalhães – Tinha algumas dúvidas, pois como médico eu sei o que se pode ou não fazer por um paciente.Achei que ele deveria ser observado por neurologistas e psiquiatras. Portanto, era minha obrigação profissional encaminhá-lo a um centro mais avançado da medicina, onde quer que houvesse, para que o tratamento fosse adequado.

Athayde – Ao encaminhá-lo para Fortaleza, o senhor fez constar no prontuário que o paciente havia sofrido interferência de um possível UFO. O senhor acreditava na história?

Magalhães – O Barroso sempre foi um homem de bem. Não costumava mentir e sua doença fugia de qualquer tratamento que conheço. O caso era estranhíssimo. Não só ele tinha sido agredido – se é que o termo está correto – como duas ou três pessoas estiveram no hospital contando histórias parecidas. Então porque negar a verdade? Além do mais, sou obrigado a fazer constar no prontuário ou ficha do paciente, todos os detalhes relevantes para o seu tratamento, para que assim meus colegas possam chegar a uma conclusão certa.

Athayde – Alguns dos seus colegas de Fortaleza o criticaram por haver colocado no prontuário que o cliente havia sofrido interferência de possíveis ETs. O que o senhor acha disso?

Magalhães – Cada um critica o que quer. Eu sei o que realmente aconteceu. A história que Barroso contou é verdadeira. Ele foi vítima de algo fora do comum e deve ser analisado com certo critério. Mas é difícil...

Athayde – Quando o entrevistamos anteriormente o senhor tinha certo receio de falar no UFO e agora não. Por quê?

Magalhães – Você já me perguntou isso. A história era fantástica e eu não tinha certeza do que realmente tinha acontecido. Agora, depois de ler muita coisa e estudar bem o caso, não tenho porque deixar de falar a verdade. O Barroso está aí, doente, com uma regressão inexplicável. Portanto, é um caso real e deveria ser estudado mais profundamente por autoridades competentes, sem menosprezar os seus estudos Athayde, é claro.

Athayde – É realmente um caso incrível, o qual, acreditamos, não poderia ser ignorado pelo senhor, um médico renomado.

Magalhães – O paciente está aí, inutilizado. Nos primeiros dias, além da amnésia, seus reflexos acabaram. Apresentava dormência dos membros, olhos intumescidos, e havia um vermelhidão no corpo. Sentia dificuldades respiratórias, os cabelos ficaram grisalhos rapidamente e ficou impotente, sem falarmos na retenção de líquidos no organismo e uma série de problemas impossíveis de se encontrar no caso de uma única doença. È algo fora do comum. Entretanto, sua pele parece rejuvenescer, está sem rugas, clara, transparente.Pele de jovem mesmo! O mais impressionante é que neste calor insuportável, sempre deitado, ele não gripa ou apresenta outra doença qualquer. Seus músculos são rígidos, embora a pele dos membros superiores esteja escamosa. Ele goza, podemos assim dizer, de perfeita saúde, excluindo é claro, o caso do comprometimento cerebral.

Athayde – Quando estivemos aqui em companhia do Doutor Bob Pratt foi aventada a hipótese de tratar-se de uma esclerose múltipla, de velhice precoce. O que o senhor acha?

Magalhães – Impossível. Uma esclerose múltipla não se apresenta assim tão rapidamente e nem com estas características ou sintomas. Além do mais, teríamos chegado a um diagnóstico imediato, afinal, ele foi estudado por 17 médicos especialistas e renomados.

Athayde – O senhor acha que ele poderá morrer a qualquer momento?

Magalhães – Todos nós podemos. Ele não apresenta uma doença considerada terminal. Somente os problemas decorrentes do cérebro é que não sabemos explicar.

Athayde – Ele pode ter sofrido alguma cirurgia no cérebro?

Magalhães – Não posso afirmar o que realmente aconteceu. Sei apenas que ele apresenta uma regressão mental injustificável, que nem mesmo a medicina soube explicar, pelo menos dentro dos nossos conhecimentos de médicos do interior e até mesmo de Fortaleza. Fizemos eletrocardiogramas e outros exames no cérebro, mas nada acusa anormalidade. È surpreendente!

Athayde – O senhor conhece outro caso como este?

Magalhães – Não e nem quero conhecer. Já chega...

Athayde – Apesar de trágico, não seria bom para a medicina terrestre que houvesse mais casos como esse?

Magalhães – Acredito que não. Não deveríamos ter outros casos, mais tudo pode acontecer. Quem sabe? Tais histórias estão por aí, uma mais fantástica que a outra... Vamos ver o que ocorre!

Athayde – Insistindo na pergunta, o senhor hoje tem alguma dúvida de que Barroso tenha sido abduzido por ETs?

Magalhães – Não posso afirmar, mas até que a medicina prove o contrário, este é um caso que foge à realidade de nosso planeta... As evidências estão aí. É só ver o estado em que se encontra a vítima. Portanto, não tenho o direito de duvidar. Os vários casos que nos chegam aqui vindos do Jaburu, de Morada Nova, Açude do Cedro e outras localidades, são evidências demais... E quando vejo vocês chegarem aqui sujos de poeira, cansados, com esses americanos e franceses que tem vindo a Quixadá, acredito ainda mais que alguma coisa realmente séria exista, e que vocês sabem muito mais do que deixam transparecer... Estou certo?

Athayde – O senhor teria algo mais a acrescentar no caso Barroso?

Magalhães – Já é um caso ‘mastigado’, todos sabem de tudo. Ficaremos acompanhando o Barroso e caso haja alguma novidade entraremos em contato com você...

Conheça este caso mais detalhadamente acessando nosso menu abaixo:

Resumo do Caso
Conheça os detalhes envolvendo o Caso Luis Barroso Fernandes

Quadro Clínico de Barroso Após a Experiência
Saiba mais sobre o quadro clínico de Barroso e como os médicos encararam o caso

Entrevista com Luis Barroso Fernandes
Luis Barroso Fernandes, pouco tempo após o caso, concedeu entrevista à ufólogos, confira!

Entrevista com o Dr. Magalhães
Entrevista com o principal médico envolvido com o Caso Barroso

Entrevista com o Jornalista Jonas Sousa
Entrevista com o Jornalista Jonas Sousa

Entrevista com o Jornalista Sinval Carlos
Entrevista com o Jornalista Sinval Carlos

Entrevista com o Dr. José Pelegrino Alves
Entrevista com o médico Dr. José Pellegrino Alves, que atendeu Barroso em Fortaleza

Galeria Caso
Galeria com imagens, fotografias e desenhos sobre o caso.


Comentários (8)

Você está revendo: Caso Barroso
Sort
5/5 (7)
1 2 > último
FacebookGoogle+Twitter
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
DIEGO CARVALHO GUIMARÃES (Sobral, Brazil) diz...
Experiência mal sucedida
10 September 2016 18.35
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Dinho diz...
Ele viu uma espaçonave e seus tripulantes antes, então como pode ter sido AVC? E o rejuvenescimento?
4 August 2016 09.47
Gravatar
Julia (Pará de Minas) diz...
Curioso o quadro apresentado. Acho difícil que a explicação do colega Charcot se sustente neste caso. Este senhor teve uma experiência ufológica que alterou seu estado de saúde que antes era perfeito. Seria uma coincidência muito grande tudo isso acontecer a este senhor justamente quando teve um contato ufológico. Estou convicta de que seus sintomas se devem à este caso. Disso não tenho dúvidas. É um caso inédito na Ufologia e na Medicina.
27 July 2016 13.23
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Charcot diz...
Hipertenso nao-diagnosticado >> insuficiencia cardiaca >> AVC embólico frontotemporal à esquerda >> epilepsia focal sintomática.
Pele brilhante de jovem = anasarca ou edema generalizado.
Músculos rígidos = sindrome piramidal.
26 July 2016 15.43
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
ana (andirá) diz...
acredito que o que aconteceu ao barroso não tenha sido intencional, e talvez consequencia do choque e radiação,teria ele tido um AVC e lesado a área cognitiva,levando-o a um estágio de vida inicial???
11 July 2016 21.18
1 2 > último
Página 1 de 2

Adicionar Comentário

* Informação requerida
(não será publicado)
 
Bold Italic Underline Strike Superscript Subscript Code PHP Quote Line Bullet Numeric Link Email Image Video
 
Smile Sad Huh Laugh Mad Tongue Crying Grin Wink Scared Cool Sleep Blush Unsure Shocked
 
3000
 
Notifique-me de novos comentários via email.
 



Referências:

- Livros
  • PRATT, Bob. Perigo Alienígena no Brasil. Tradução de Marcos Malvezzi Leal. Campo Grande: CBPDV, 2003.
  • ATHAYDE, Reginaldo. ETs, Santos e Demônios na Terra do Sol. Campo Grande: CBPDV, 2003.

 


- Boletins
  •  

 


- Artigos de Revistas
  • ATHAYDE, Reginaldo. Extraterrestres atacam e matam no nordeste. Revista UFO, Campo Grande, nº 7, p.7-11, abr/jun 1989.
  • Athayde, Reginaldo. Aliens provocam pânico e terror no sertão do Ceará. Revista UFO, Campo Grande, nº 17, p.36-38, ago/set 1991.

 


- Documentos Oficiais
  •  

 


- Vídeos e Documentários

 


- Sites e Blogs

- Outros
  •