Avistamento em Sidrolândia (MS)

Caso de avistamento de OVNI, com efeitos eletromagnéticos associados, ocorrido em 19 de setembro de 1973, nas proximidades de Sidrolândia (MS).


Equipe CIPEX

Sumário:


 

 


Em Ufologia, honestidade é tudo. Ao copiar material deste site cite a fonte, assim como fazemos em nosso site. Obrigado!

 

Introdução

Este interessante caso de avistamento de OVNI e seus tripulantes resultando em efeitos físicos na testemunha ocorreu em Sidrolândia (MS). Tudo ocorreu em 19 de dezembro de 1973, quando João Rodrigues Terra, 25 anos, e Djalma da Silva Faques, 22 anos e analfabeto na época, estavam transportando madeira da Fazenda Cavorá para a Fazenda Recanto, de propriedade de João Rodrigues Terra.

Segundo relata o proprietário da Fazenda Recanto, a 60 Km de Sidrolândia (MT), Sr. João Rodrigues Terra, e de acordo com a matéria publicada em "O Dia" de 1º de dezembro de 1973, do Rio de Janeiro, desceu do céu uma nuvem branca que, a pouca altura, parou em frente ao automóvel que o conduzia. Freando a camionete para observar melhor, viu que se tratava de um objeto em forma de prato emborcado, com dois seres de branco no seu interior. Depois de acenderem uma luz vermelha e outra azul naquela estranha nave, o objeto subiu velozmente até desaparecer.

Por volta das 21 horas eles estavam trafegando em direção à fazenda quando observaram uma nuvem luminosa bem baixo a frente do carro. Eles estacionaram o carro e desceram para ver melhor. Então a 30 metros da camionete e a 1 metro do solo surgiu repentinamente um objeto luminoso, cor laranja, ovalado, de 12m de diâmetro aproximadamente, com uma calota encima e outra embaixo.

A nuvem branca havia desaparecido como por encanto e o pasto, numa distância de 300 metros estava todo iluminado pela esfera, como se fosse de dia. Entretanto, após uns 5 segundos aproximadamente, o diâmetro da luz alaranjada diminuiu durante uma fração de tempo de um só segundo até ficar apenas um ponto luminoso no centro, de tonalidade branca.

Verificou-se, então que a superfície do objeto tinha a aparência de alumínio, branco e brilhante, e também se chegou a notar que havia um feixe luminoso, aberto em leque, partindo do centro da calota superior e dirigido para cima.

O jogo de formas e luzes não parou e, após o segundo de mudança para o foco branco central este se alargou novamente, rapidamente, agora já na tonalidade azul , chegando a cobrir todo o objeto, permanecendo também uns 5 segundos, quando toda a sequencia se repetiu, porém a nova cor era de tonalidade vermelha.

Durante vários minutos observaram as testemunhas o jogo de contínuas mudanças das cores, no ritmo e seqüência assinaladas acima, porém perceberam um vento bastante frio que se irradiava do fenômeno., daí resolveram entrar de novo no carro cujo motor havia sido deixado em funcionamento e agora estava parado. O motor de arranco não pegou ao girar a chave e nem se ascendeu a lâmpada vermelha do dínamo.

Quando o objeto mudou a sua cor para azul, aí então conseguiu João, que estava no volante, dar partida ao motor, mas só conseguiu movimentar o carro em marcha lenta e com o motor acelerado para não parar.

O objeto acompanhou a camionete, a uma distância de 30 metros, sempre pela direita, durante uns 10 minutos aproximadamente, num percurso de uns 400 metros em direção à casa. Foi nesse trecho que Djalma, sentado à direita de João, pode observar de perto o objeto, que agora mantinha sempre a cor vermelha, e dentro do qual acreditou vislumbrar perfeitamente um vulto humano, pequeno. Isso entretanto não pode ser confirmado por João.

A 200 metros da casa, do OVNI afastou-se em vôo rápido, em direção ao Sul, passando perto da casa de João, e só então o motor da camionete passou a funcionar perfeitamente.

EFEITOS POSTERIORES

João ficou com os olhos irritados, " como se tivesse olhado muito para uma solda elétrica". Mas no dia seguinte não sentiu mais nada. Naquela noite, ele se deitou às 23 horas, mas não teve um sono tranqüilo, como normalmente tem. No local do encontro não houve sinal algum. No carro, notou-se que a bateria estava descarregada, mesmo tendo apenas dois meses de uso. Não aceitava ser recarregada e precisou ser substituída.


Sidrolândia, no mapa do estado do Mato Grosso do Sul


Comentários

Sem comentários.

Adicionar Comentário

* Informação requerida
(não será publicado)
 
Bold Italic Underline Strike Superscript Subscript Code PHP Quote Line Bullet Numeric Link Email Image Video
 
Smile Sad Huh Laugh Mad Tongue Crying Grin Wink Scared Cool Sleep Blush Unsure Shocked
 
3000
 
Notifique-me de novos comentários via email.
 



Referências:

- Livros
  •  

 


- Boletins
  • B63 Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores - Edição 1975

 


- Artigos de Revistas
  •  

 


- Documentos Oficiais
  •  

 


- Vídeos e Documentários

 


- Sites e Blogs
  •  

 


- Outros
  •