Janeiro de 1996 - Uma História não Contada - [Introdução]

O que houve em Varginha? Como começaram os eventos de Varginha MG, janeiro de 1996? Quando e por que começaram exatamente? Novas investigações podem trazer novas e importantes revelações. .
Você está aqui:
Página Inicial >> Artigos Especiais >> Janeiro de 1996 - Uma História não Contada - [Introdução]

Página Principal do Caso


Página 1 - Introdução


Página 2 - Descobertas Inesperadas


Por Adriana Castro

Sumário:

 

 

Em Ufologia, honestidade é tudo. Ao copiar material deste site cite a fonte, assim como fazemos em nosso site. Obrigado!

 

Introdução

Em janeiro de 1996, ocorreu um dos casos mais importantes da Ufologia Mundial: O Caso Varginha. Quando o caso se tornou público, aos olhos desta autora, pareceu conectado, interligado, com sua própria vivência ufológica. Talvez houvesse ali a possibilidade de que algumas resposta que procurava pudessem estar ali pertinho, em Varginha (MG). Então, o Caso Varginha tornou-se o centro de suas atenções e o foco principal de suas pesquisas. Após ler, assistir, gravar e compilar tudo o que há de disponível na mídia nacional e internacional, consolidou-se a certeza de que o caso ainda está longe de ser totalmente desvendado.

Este trabalho aqui apresentado é produto desta investigação. Ele começou com a busca por respostas sobre o caso e acabou expandindo-se e desdobrando-se em uma fantástica sequência de eventos, que podem explicar como iniciou-se o Caso Varginha.

Ao longo deste trabalho, além de agregar informações ao caso, serão apresentadas todas as fontes, links e referências, para que qualquer pessoa possa checar e refazer a investigação se assim desejar.


Perguntas sem resposta sobre o Caso Varginha

Existem muitos mistérios que ainda envolvem o Caso Varginha e ainda há muito o que investigar. Algumas questões são especialmente intrigantes:
- O que realmente houve em Varginha?
- Como começaram os eventos em Varginha, em janeiro de 1996?
- Quando e por que começaram exatamente?

Muito foi dito sobre o caso durante estes 23 anos e muitos dados apurados neste tempo foram sendo corroborados conforme novos relatos foram sendo disponibilizados. Vejamos um resumo do que já foi apurado sobre o caso:

No mesmo dia 20 de janeiro, dia do avistamento das três meninas que observaram uma criatura humanoide desconhecida, pelo menos quatro dessas criaturas foram capturadas na área urbana da cidade de Varginha, onde Bombeiros, Policiais e Militares da Escola de Sargento das Armas (ESA), de Três Corações (MG), participaram de todos os eventos e posteriores transportes das mesmas.

O que se sabe sobre esse dia 20 é que o primeiro avistamento das criaturas ocorreu às 08h30, no Jardim Andere onde todos os eventos do dia 20/01 se passaram. Ela foi descrita como humanoide, sem pelos, com três protuberâncias na cabeça, de olhos grandes, vermelhos, sem pálpebras, pele marrom oleosa e andava vagarosamente por um bosque de eucaliptos, nos fundos de uma construção. Um grupo de pessoas incluindo algumas crianças, avistaram-na e chamaram os bombeiros para verificar do que se tratava aquilo. Os bombeiros capturaram a criatura, que não ofereceu resistência e a repassaram para um caminhão da ESA, que já estava estacionado aguardando o retorno dos bombeiros numa rua próxima, para fazer o transporte da criatura.

Às 13h30, duas criaturas foram capturadas por bombeiros e militares da ESA, sendo apenas uma viva. As três meninas, Katia e as irmãs Valquíria e Liliane, observaram uma dessas criaturas às 15h, da qual não se sabe o destino. Mais tarde, o Soldado P2 (Serviço de Inteligência da Polícia Militar) Marco Eli Chereze e mais um militar, chamado Erik Lopes, Comandante da viatura, teriam capturado a quarta criatura por volta das 18h. O Soldado Chereze veio a falecer de sepse generalizada 15 dias após essa captura.

No contexto das capturas, surge um mistério inquietante:

Qual seria o real motivo de militares se envolverem nessas capturas, uma vez que bombeiros já estavam realizando o mesmo? Como e por que foram parar lá?

Após o avistamento das meninas no dia 20/01, iniciou-se uma das mais longas e importantes investigações do fenômeno OVNI no mundo. Investigadores, Ufólogos, pesquisadores e curiosos do mundo todo voltaram suas atenções ao Caso do ET de Varginha. A cada relato, mais surpreendente o caso ficava e mais se verificava que os militares estavam totalmente envolvidos e já sabiam de tudo antes daquele dia 20/01. Mas isso não explicava a conexão com as criaturas.

Ao longo desta investigação, muitos dados foram apurados, sendo corroborados conforme novos dados foram surgindo. Dentre eles, destaca-se: O relato das meninas Katia Xavier, Valquíria e Liliane, que avistaram uma das criaturas às 15h do dia 20/01/96. O depoimento delas ao programa Fantástico da Rede Globo, veiculado em 4 de fevereiro de 1996, e que está disponível em plataformas de vídeos.

O relato do casal Eurico e Oralina de Freitas, que avistaram da janela de sua casa às 00h45, um objeto parecendo um submarino ou um micro-ônibus, que pareceria estar avariado na lateral. Do aparelho saía um tipo de fumaça branca estranha e que seguia lentamente na horizontal, sentido Varginha, voando a uns cinco metros do chão. O casal não sabe precisar a data exata, podendo ser entre 13 e 19 de janeiro de 1996. O depoimento do casal está disponível na segunda matéria sobre o caso, veiculada no programa Fantástico, em 25 de fevereiro de 1996.

No programa, é citado que tal avistamento ocorreu na madrugada de 17 de janeiro. No programa Goulart de Andrade, por sua vez, é relatado que o fato ocorreu no dia 19 de janeiro. Convém lembrar, que ambos os programas foram realizados na época, no calor dos eventos, quando as informações ainda eram limitadas e fragmentadas.

Outro relato importante é o do advogado Carlos de Souza, que que disse ter avistado às 6h, provavelmente do dia 13 ou 14/01/96 (ele não soube precisar a data), no trevo de Três Corações sentido Varginha, um objeto voador metalizado, se dirigindo ao chão, com formato alongado e que parecia danificado, desprendendo um tipo de fumaça densa na lateral. Achou que era um avião caindo e resolveu seguir o caminho até onde ele teria descido. Uns 20 minutos depois quando chegou ao local da queda, se deparou com um campo com vários destroços, com um metal que após amassado retornou ao formato original. Militares, caminhões, helicóptero e ambulância do Exército faziam uma varredura no terreno. Surpreso com a cena, desceu do carro, pegou um dos pedaços de destroços e quando os militares viram que ele estava vendo a operação, foi severamente alertado a deixar o local imediatamente. Ele acatou e foi embora. Mais tarde, por volta das 11h, ele parou para almoçar numa parada de beira de estrada e foi abordado por um homem que sabia seu nome, endereço e dados pessoais, avisando para ele esquecer o que viu, do contrário teria problemas.

No programa Domingo Espetacular, da Rede Record, que foi ao ar em 2004, o Jornalista e Repórter Ulisses Rocha entrevistou a Sra. Marta Antônia Tavares, irmã do militar P2 Marco Eli Chereze, que faleceu 15 dias após ter capturado com as mãos, uma das criaturas em Varginha. Ela declarou que os militares já sabiam que um OVNI estava seguindo em direção a Minas Gerais, 9 dias antes do dia 20/01, no dia 11 de janeiro de 1996. O narrador fala que era um fato esperado pelas autoridades militares a chegada de extraterrestres. E a Sra. Marta Antônia informa: “E que eles sabiam antes dessa queda... sabiam 9 dias antes do dia 20, dia 11/01 eles já sabiam! ... Que ia invadir o espaço aéreo brasileiro um objeto voador não identificado e que ia cair no estado de Minas Gerais, mas não sabiam precisar o local da queda”.

James Hurtak em entrevista, falou sobre um acordo entre Brasil e Estados Unidos, de apoio ao Comando de Defesa Aéreo Espacial Americano, o NORAD e que através desse acordo a Polícia Militar e Unidades Especiais do Exército Brasileiro foram alertados de que um veículo espacial não identificado havia saído da rota original e entraria na região de Minas Gerais.

O ufólogo Marco Antonio Petit, um dos principais investigadores do caso, informa alguns soldados do Exército, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros de Varginha prestaram depoimentos que foram gravados, onde relataram suas participações no caso e afirmaram que houve um acidente com uma nave de origem alienígena e que duas criaturas sendo uma viva, foram capturadas e posteriormente levadas em comboio militar até a cidade de Campinas-SP.

O ufólogo Stanton Friedman, em entrevista ao Canal Infinito, declarou que centros espaciais, através dos satélites de rastreio, estão monitorando o espaço aéreo a fim de detectar objetos que adentram a atmosfera da Terra. Ele declara também que os Estados Unidos fizeram acordos com diversos países, para serem notificados de qualquer objeto caído em suas terras, em troca de benefícios ao país.

Nas semanas anteriores ao dia 20 de janeiro, muitos avistamentos de Objetos Voadores Não Identificados foram registrados no Sul de Minas Gerais tanto por moradores da região quanto pelos radares mundiais e satélites brasileiros.

Qual seria o real motivo de militares se envolverem nessas capturas, uma vez que bombeiros já estavam realizando o mesmo? O que eram, como e por que foram parar lá?

O relato da Marta Antonia, irmã do Soldado P2 Marco Eli Chereze é bastante intrigante. Como ela poderia saber que a chegada de extraterrestres já estaria programada desde o dia 11/01? Provavelmente seu irmão havia lhe contado tudo, ou pelo menos boa parte dos eventos ocorridos.

Mas por que a data exata do dia 11/01??

Por muito tempo esta autora se questionou sobre a data correta e como os militares sabiam que um OVNI cairia nos arredores da cidade de Varginha, Minas Gerais. A pesquisa por informações dentro do meio ufológico mostrou-se um tanto infrutífera. Sabia-se apenas que o governo brasileiro foi avisado pelo governo americano e os militares foram acionados para capturar as criaturas, recolherem a nave acidentada e manterem o sigilo. No entanto, não se sabia ao certo a origem dessa informação. A saída era buscar em dados do governo brasileiro e americano que pudessem lançar luz sobre a questão. Assim, em 2016, a investigação entrou em uma nova fase e os dados espaciais do governo americano poderiam revelar alguma informação importante.

O primeiro passo foi procurar tudo o que possa ter ocorrido no espaço dentro daquele período de 11 a 20 de janeiro de 2019, que é o período relatado pela Marta Antônia. Uma busca em documentos ufológicos brasileiros e americanos, incluindo relatórios do NORAD, que não responderam aos questionamentos iniciais.

O passo seguinte foi verificar tudo o que pudesse estar em órbita naquele período. Não demorou e descobertas inesperadas aconteceram.


Marco Eli Chereze, em foto exibida por seus familiares, que buscam a verdade pela morte do soldado.

Representação do momento da captura de uma das criaturas. Marco Chereze tocou a criatura com a mão desprotegida. Acabou morrendo poucos dias depois de infecção generalizada.
 
Introdução
Caso Varginha: Perguntas sem respostas e investigações contínuas. O que falta explicar?

Descobertas Inesperadas
Conheça os detalhes da investigação que pode revelar como começou o Caso Varginha e como as autoridades já sabiam onde ocorreria a queda do OVNI.

Dados Técnicos da STS-72
Conheça os detalhes técnicos da missão STS-72.

Quem é Adriana Castro?
Quem é a investigadora ufológica que descobriu uma relação entre uma missão espacial da NASA e o Caso Varginha.

Comentários (13)

Você está revendo: Janeiro de 1996, uma história ainda não contada...
Sort
5/5 (8)
FacebookGoogle+Twitter
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Adriana (Rio de Janeiro, Brazil) diz...
Muito obrigada, Guilherme!
Estou muito feliz com o que consegui, mas ainda ha muito à se pesquisar!
9 January 2020 13.12
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Rafael G. Alves (São Caetano do Sul, Brazil) diz...
Parabéns para a pesquisadora. Excelente pesquisa!!!
28 November 2019 17.44
Gravatar
Adriana (Rio de Janeiro, Brazil) diz...
Muito obrigada, Rafael!
Foi trabalhoso, mas cheguei a algum lugar!
Wink
Este é meu último vídeo da pesquisa...
https://youtu.be/WmbOOTfyjlI
9 January 2020 13.18
Página 3 de 3

Adicionar Comentário

* Informação requerida
(não será publicado)
 
Bold Italic Underline Strike Superscript Subscript Code PHP Quote Line Bullet Numeric Link Email Image Video
 
Smile Sad Huh Laugh Mad Tongue Crying Grin Wink Scared Cool Sleep Blush Unsure Shocked
 
3000
 
Notifique-me de novos comentários via email.
 



Referências:

- Livros

 


- Boletins

 


- Artigos de Revistas

 


- Documentos Oficiais

 


- Vídeos e Documentários

 


- Links