Alienígenas Visitaram o Antigo Egito?

Interessante artigo do ufólogo Edison Boaventura Junior, sobre a presença alienígena no Antigo Egito
Você está aqui:
Página Inicial >> Artigos Especiais >> Alienígenas Visitaram o Antigo Egito?


Por Edison Boaventura Junior [Grupo Ufológico do Guarujá] - boaventura_gug@hotmail.com

Sumário:

 

 

Em Ufologia, honestidade é tudo. Ao copiar material deste site cite a fonte, assim como fazemos em nosso site. Obrigado!

 

Artigo

Alienígenas visitaram o Egito? Esta indagação mexe com o nosso imaginário e gera a cada dia mais dúvidas, principalmente no círculo de estudo dos pesquisadores de Ufologia.

O Antigo Egito por si só com seus mistérios atraem estudiosos de todo o Mundo, que vão até lá em busca, por vezes, de uma associação de certos aspectos enigmáticos desta civilização com o Fenômeno UFO.

Assim também estive no Egito em Maio e Junho de 2006, visitando as famosas pirâmides, a esfinge de Giza e diversos templos do Alto e Baixo Egito. A intenção era de tentar obter algumas respostas para alguns supostos mistérios que povoaram minha mente durante os últimos anos.

A história do Egito começa por volta de 4500 antes de Cristo, quando sugiram os primeiros povoados agrícolas e termina com a conquista árabe em 641 depois de Cristo. Segundo a tradição egípcia os primeiros reis foram deuses e no princípio dos tempos, quando os deuses desceram ao planeta Terra, Ptah – deus do Céu e da Terra – reinou por 9000 anos, sendo o encarregado de realizar grandes obras hidráulicas e a canalização das águas do rio Nilo. Seu filho Rá – deus Sol – lhe sucedeu, reinando por 1000 anos. Outros deuses, como por exemplo, Osíris, Seth e Hórus chegaram à Terra em suas barcas celestiais. Posteriormente a este período de reinado o governo passou aos semi-deuses - metade homens e metade deuses.

Todavia, pela grande quantidade de informação coletada em minha viagem, seria pretensão demais se eu quisesse escrever tudo que vi e analisei somente neste artigo. Por isso, vou destacar aqui certos enigmas que julguei importante e darei as respostas lógicas que colhi na ocasião. Certamente, você se surpreenderá ao final deste artigo.

As Pirâmides Foram Construídas Por...

Hoje existem 97 pirâmides inteiras no Egito... As pirâmides de Kéops, Kefren e Mikerinos tornaram-se mais conhecidas e muitas teorias foram elaboradas para explicar quem e como foram construídas.

A teoria alternativa mais conhecida se baseia na idéia de que as pirâmides foram construídas por extraterrestres. Esta hipótese foi primeiramente publicada pelo escritor suíço Erich Von Däniken, no livro “Eram os Deuses Astronautas?”, baseando-se principalmente nas relações físicas e matemáticas contida nas pirâmides, supostamente desconhecida pelos egípcios.

Estaríamos diante da verdade? Não! Os egípcios têm sua teoria para a construção das pirâmides e abominam a hipótese de que seres alienígenas teriam construído suas pirâmides. Perguntei aos estudiosos e guias egípcios, sobre quem e como foram construídas as pirâmides e recebi de um deles, Sr. Galal a seguinte resposta: “Era uma questão religiosa, pois se tratavam muitas vezes de monumentos funerários. Os egípcios acreditavam que o faraó era um deus. Assim, a pedido do faraó-deus realizavam as incríveis tarefas de erguer as pirâmides e templos. Além disso, os egípcios recebiam pagamento em alimentos para sua subsistência na época de seca do rio Nilo. Era necessário o trabalho de cerca de 10 a 40 mil homens ao longo de mais ou menos 20 anos para a construção das pirâmides. Blocos de calcário eram extraídos das pedreiras com martelos de madeira e outras ferramentas, que hoje podem ser vistas no Museu do Cairo e o transporte era feito em barcos pelo rio Nilo. Ao chegar ao destino, os blocos eram arrastados até uma rampa em torno da primeira camada de pedras da pirâmide. Para isso, utilizavam troncos para rolar as pedras”.

No Museu do Cairo que visitei em 01 de junho de 2006, encontrei mais dados sobre a construção das pirâmides. Chamou a minha atenção a vitrine, onde estão amostras as ferramentas pertencentes à IV Dinastia, que foram utilizadas na construção da grande pirâmide. Podem ser apreciados martelos de madeira, as esquadras com prumos e os ponteiros de cobre.

Além disso, ao longo dos últimos anos, escavações arqueológicas encontraram inúmeras gravuras dos egípcios usando suas ferramentas primitivas, mostrando a técnica de como eram utilizadas nas construções daquela época.

Em 03 de junho de 2006, visitei o Templo de Abu Simbel, no sul do Egito e pude contemplar admirado o conhecimento de engenharia que os egípcios possuíam que acabou por me dar mais certeza de que nenhum extraterrestre tinha participado da construção das pirâmides e daqueles enormes templos.

O complexo de Abu Simbel é constituído por dois templos: um templo maior dedicado ao próprio faraó Ramsés II e aos deuses Ra-Harakhty, Ptah e Amon-Rá e outro templo menor dedicado à deusa Háthor, personificada por Nefertari, a mais amada esposa de Ramsés II dentre as mais de 100 que Ramsés possuía.

O santuário interno do templo de Ramsés prolonga-se por 55 metros de profundidade e era o local mais sagrado e somente o faraó podia entrar lá. Nesta sala existem quatro estátuas: uma do faraó Ramsés II e as de três deuses: Ra-Harakhte, Ptah e Amon-Rá.

Minha atenção foi despertada pelo fato da construção do templo ser de modo que, duas vezes por ano, a 21/02 (data do nascimento do faraó), e a 22/10 (data da sua coroação), à medida que o sol se levantasse, os seus raios iluminam as grandes estátuas do santuário, por 1 hora, exceto a estátua do deus Ptah, que permanecia na escuridão. É espantoso o que os engenheiros egípcios realizavam naquela época!

Assim, uma vez que os construtores destes templos e das pirâmides tinham um perfeito conhecimento de geometria, engenharia, arquitetura, matemática e astronomia, as teorias fantásticas perdem força e fica claro que não existe nada de inexplicável.

Ainda que várias dúvidas persistam sobre alguns detalhes de sua construção, as teorias alternativas na verdade levantam mais perguntas do que resposta, sendo que não existem provas e nem vestígios de como os extraterrestres teriam elaborado tais monumentos. Portanto, não foi construído por extraterrestres!

Papiro Tulli: Thuthmósis III Teria Visto OVNIs

Na atualidade, o Papiro Tulli é motivo de muitas controvérsias... Pois, relataria supostamente um avistamento misterioso nos céus do Antigo Egito onde o protagonista principal foi o faraó Thuthmósis III... Vejamos mais detalhes desta polêmica...

Na revista americana “Doubt” n°. 41, de 1953 (págs. 214 e 215), da Fortean Society, foi publicada pela primeira vez, por Tiffany Thayer a transcrição e a simultânea tradução deste papiro egípcio datado da XVIII Dinastia.

Consta na publicação que a escrita era hierática e teria sido enviada a Thayer pelo príncipe Bóris de Rauchewitz, que escreveu: “a transcrição que envio foi feita de um papiro do Novo Império que encontrei entre outros papéis e documentos do falecido professor Alberto Tulli, antigo diretor do Museu Egípcio do Vaticano. Ele havia restaurado esses documentos do Egito, mas após a sua morte eles permaneceram sem tradução nem publicações”.

Vejamos a tradução do Papiro Tulli: “(Lacuna 1...). No 22º ano, no terceiro mês do inverno, na 6ª hora do dia (... 2..). Os escribas da Casa da Vida descobriram que era uma bola de fogo que vinha do céu. Se bem que ela não possuísse cabeça, o sopro de sua boca tinha um odor fétido. Seu corpo, uma vara, cerca de 5 metros de comprimento e 1 vara de largura. Não falava. Seus corações estremeceram e lançaram-se à terra de bruços (... 3...). Eles foram ter com o rei... (?) para relatar. Sua Majestade ordenou (... 4...) foi examinado (... 5...) tudo quanto foi escrito na Casa da Vida, Sua Majestade meditou a cerca do que chegara. Ora, após alguns dias se passarem essas coisas, eis que elas foram mais numerosas que nunca! Elas brilharam no céu mais que o sol até os limites de quatro pilares do firmamento (... 6...). Poderosa era a posição das bolas de fogo. A armada do rei as observava e o rei encontrava-se no meio dela. Era após a refeição da noite. Sobre esta, elas (as bolas de fogo) se elevaram mais alto em direção sul. Peixes e voláteis caíram do céu. Era uma maravilha jamais vista desde a fundação do país! Ela pediu à Sua Majestade que usasse incenso para apaziguar a Terra (... 9...) Para escrever (?) o que chegou ao livro da Casa da Vida (... 10...) a fim que se guarde a lembrança (?) na Eternidade”.

Em 25 de julho de 1968, o inspetor do museu egípcio do Vaticano, Sr. Cianfranco Molli, afirmou que desconhecia a existência do Papiro Tulli. Também o Sr. Carlo J. Ermatinger, da seção de microfilmes do Vaticano confirmou as palavras do inspetor Cianfranco.

Em 1971, uma carta do próprio Bóris de Rauchewitz foi publicada na revista italiana “Il Giornale dei Misteri” nº. 04 (pág. 01). Na carta ele não negava a existência do papiro, mas colocava em dúvida a tradução do mesmo. Informava ainda que, jamais viu o manuscrito e tão pouco não seria ele o tradutor do papiro, apesar da publicação citar ele em 1953.

Onde estaria o Papiro Tulli? Será que algum dia ele existiu? Ficção, fraude ou verdade acobertada? Fica em aberto...

Aviões e Helicópteros em Abydos?

O Templo de Seti I em Abydos foi um dos principais lugares de adoração do deus Osíris. Este local de peregrinação está localizado no Alto Egito e lá foram construídos sete locais de devoção aos deuses e também uma galeria onde foi gravada uma lista com o nome de 67 faraós que imperaram antes do faraó Seti I.

Em 2 de março de 1999, um programa televisivo americano do canal FOX intitulado "Opening the Lost Tombs: Live from Egypt" apresentou pela primeira vez suposta seqüência de hieróglifos que demonstravam que uma alta tecnologia existiu anteriormente ao Império Egípcio.

Os hieróglifos que aparentemente representavam diversas máquinas voadoras, como por exemplo, um avião e um helicóptero, estavam gravados em uma coluna no Templo de Seti I.

A partir de então, vários pesquisadores e curiosos publicaram as imagens em seus sites e revistas, como por exemplo, podemos ver no site: http://www.gnosisonline.org/Ufognose/fotos-arqueoufologicas-2.php.

Entretanto, há uma explicação simples para o caso, pois se trata de um palimpsesto, ou seja, do grego “palim” (“de novo”) e “psestos” (“raspar”). Em outras palavras é uma superposição de hieróglifos e como o reboco da coluna está se deteriorando, percebemos um efeito curioso que gerou interpretações equivocadas.

Mas na verdade o que aconteceu é que naquele local foi substituído o título real de cinco camadas de Seti I pelo de seu filho e sucessor, Ramsés II. No meio da Egiptologia é sabido que se substituiu o escrito do hieróglifo de Seti I que estava grafado “aquele que repele as nove alianças" pela expressão "aquele que protege o Egito e supera os países estrangeiros".

Assim, a superposição com a queda do reboco pelo desgaste do tempo criou desenhos intrigantes parecidos com avião, helicóptero, dirigível e submarino. Infelizmente a FOX estava errada... Talvez se tivesse consultado um egiptólogo na época, teria gerado menos confusão no meio da Ufologia.

Seres com Capacetes e Antenas...

Estive no Vale dos Reis, a principal necrópole real egípcia, no dia 05 de junho de 2006 e são numerosos os túmulos ali existentes com pinturas curiosas, onde é possível ver criaturas com cabeça esférica (semelhante a um capacete) e também com antenas, feições estranhas ou até mesmo mutiladas.

Chamou minha atenção a tumba de Ramsés VI – também conhecida como KV9, descoberta pelo pesquisador James Burton nos anos de 1820. Trata-se de uma das tumbas mais conservadas do Vale dos Reis, localizada em lugar privilegiado na parte central do vale e ao lado da tumba de Tutankamon.

Esta tumba de Ramsés VI com tetos altos e amplos corredores pertencente a XX Dinastia, possui decoração muito diferente da utilizada pelos faraós anteriores e alguns pesquisadores de Ufologia acreditam que certos desenhos existentes no seu interior seriam a representação de seres com capacetes, provenientes das estrelas.

Entretanto, é mais sensato olharmos os desenhos com visão mais cética e então descobriremos a verdade: estes seres são representações dos habitantes do mundo dos espíritos ou do além, já que a civilização egípcia era um povo muito devotado à religiosidade.

Minha opinião pessoal é de que não é correto interpretar tais figuras fora da mentalidade de um egípcio daquela época... Não se pode afirmar que se trate pura e simplesmente de alienígenas, a não ser que estes habitem supostamente o mundo do além! Seria possível esta hipótese? Penso que é mais lógico acreditarmos que seriam seres imaginários, supostos habitantes de um mundo que não existe no plano real, todavia dentro de uma crença religiosa.

Quem quiser saber mais a respeito pode encontrar informações complementares em outro artigo que escrevi para a BURN cujo título é “Existem evidências da presença extraterrestre no Antigo Egito?”: (http://www.burn.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=310).


Imagem da Tumba de Ramsés VI [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Imagem da Tumba de Ramsés II [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Interior da Tumba de Ramsés VI [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Detalhe das paredes da tumba de Ramsés VI [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Detalhe das paredes da tumba de Ramsés VI [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Entrada do Templo de Abydos, no Egito [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Colunas do Templo de Abydos com a polêmica inscrição [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Detalhe dos hieróglifos de Abbydos [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Colunas do Tempo de Abydos [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Detalhe da coluna do Templo de Abydos [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Edison Boaventura Jr. em frente ao Templo de Abu Simbel [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Edison Boaventura Jr. no Vale dos Reis, no Egito [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Edison Boaventura Jr. no Museu do Cairo, Egito [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Edison Boaventura Jr. Autor deste artigo [Créditos: Edison Boaventura Jr]

Comentários

Sem comentários.

Adicionar Comentário

* Informação requerida
(não será publicado)
 
Bold Italic Underline Strike Superscript Subscript Code PHP Quote Line Bullet Numeric Link Email Image Video
 
Smile Sad Huh Laugh Mad Tongue Crying Grin Wink Scared Cool Sleep Blush Unsure Shocked
 
3000
 
Notifique-me de novos comentários via email.
 



Referências:

- Livros
  •  

 


- Boletins

 


- Artigos de Revistas

 


- Documentos Oficiais

 


- Vídeos e Documentários

 


- Outros