Caso Antônio Villas Boas - O Exame Clínico de Antônio Villas Boas

O primeiro caso de abdução registrado pela Ufologia ocorreu na zona rural de São Francisco de Sales, Minas Gerais, em 15 de outubro de 1957.

Página 4 - A Pesquisa
da SBEDV


Página 5 - O Exame Clínico de Antônio Villas Boas


Página 6 - Relato Pessoal
do Abduzido


Equipe SBEDV 

Sumário:


 

 


Em Ufologia, honestidade é tudo. Ao copiar material deste site cite a fonte, assim como fazemos em nosso site. Obrigado!

 

Introdução

Identificação:

Antônio Villas Boas, 23 anos, branco, solteiro, fazendeiro, residente em São Francisco de Salles, no Estado de Minas Gerais.


História da doença:

Conforme está registrado em seu depoimento (anexo), deixou o aparelho às 5:30 hrs da manhã de 16 de outubro de 1957. Sentia-se bastante fraco, por não ter ingerido nenhum alimento desde às 21 horas da noite anterior, e por ter vomitado bastante dentro do aparelho. Chegou em casa exausto e dormiu o dia quase todo. Despertou às 16:30 hrs, sentiu-se bem e jantou normalmente. Já nessa noite (e também na seguinte), porém não conseguiu dormir. Estava nervoso e muito excitado; por várias vezes chegava a conciliar o sono, mas logo começava a rever em sonhos os acontecimentos da véspera, mas como se tudo estivesse ocorrendo de novo; acordava então sobressaltado, aos gritos, sentindo-se agarrado outra vez, pelo seus estranhos captores. Após várias experiências desse tipo, desistiu de dormir e passar a noite estudando. Mas também não podia, pois não havia jeito de concentrar a atenção no que estava lendo; seus pensamentos voltavam sempre às ocorrências da noite anterior. Amanheceu do dia inquieto, andando de um lado para o outro e fumando sem cessar. Estava cansado e com dores por todo o corpo. Tomou então uma xícara de café, sem comer nada como fazia de hábito. Logo em seguida, entretanto, começou a sentir-se nauseado. Essa náusea permaneceu durante todo o dia. Surgiu também, nas têmporas, uma forte dor de cabeça, que pulsava, e que também durou o dia todo. Observou que havia perdido completamente o apetite e não conseguiu comer absolutamente nada durante cerca de dois dias.

Passou a segunda noite ainda sem poder dormir, na mesma situação da noite anterior. Durante essa noite, começou a sentir um incômodo ardor nos olhos, mas a dor de cabeça desapareceu e não mais voltou.

Durante o segundo dia, continuou nauseado e com inapetência absoluta. Não vomitou porém, em nenhuma ocasião, talvez por não ter forçado a alimentação. A ardência nos olhos se acentuou e passou a se acompanhar de lacrimejamento permanente; não notou contudo, nenhuma congestão nas conjuntivas – nem qualquer outro sinal de irritação ocular. Não observou diminuição da visão.

Na terceira noite o sono voltou, tendo dormido normalmente. Mas daí por diante, durante o prazo de um mês aproximadamente, foi acometido de uma sonolência excessiva. Mesmo durante o dia, cochilava ou dormia a qualquer momento, mesmo quando em conversa com outras pessoas e em qualquer lugar. Bastava que ficasse parado por algum tempo para, insensivelmente começar a dormir, durante todo esse período de sonolência, persistiu também a ardência nos olhos e o lacrimejamento excessivo. A náusea desapareceu, todavia, no terceiro dia – quando também o apetite voltou, passando a se alimentar normalmente. Notou que os sintomas visuais se agravavam na luz do Sol, obrigando-o a evitar muita claridade.

No oitavo dia, teve pequena contusão no antebraço, quando trabalhava, com pequena hemorragia no local. No dia seguinte, observou que a lesão tinha se transformado numa pequena ferida infectada, com um pequeno ponto de pus, e coçando muito; quando essa ferida cicatrizou, ficando uma mancha arroxeada em volta. Quatro a dez dias após, novas feridas semelhantes nos antebraços e pernas; essas porém vieram espontaneamente, sem traumatismo prévio; todas elas se iniciando por “um pequeno calombo no olhozinho no centro, coçando muito, durando cada vez uns dez a vinte dias”. Refere que todas ficaram “arroxeadas em volta ao secar”, ainda se notando as cicatrizes.

Não observou, em nenhuma ocasião, qualquer erupção cutânea ou queimadura, negando também que tivesse notado qualquer ponto hemorrágico na pele (petéquias) ou equimoses aos traumatismos menores (manchas hemorrágicas); se algumas houve, passaram-lhe desapercebidas. Refere, contudo, que no décimo-quinto dia apareceram-lhe duas manchas amareladas no rosto, de um lado e do outro do nariz, mais ou menos simétricas: eram “uma espécie de ganes meio pálidos, como se houvesse ali pouco sangue”, que desapareceram espontaneamente ao fim de uns 10 a 20 dias.

Atualmente ainda tem, nos braços, duas feridinhas não cicatrizadas, além das cicatrizes de várias outras – que continuaram aparecendo esporadicamente durante esses meses. Nenhum dos demais sintomas descritos acima reapareceu até agora. Sente-se no momento bem disposto e julga estar gozando de boa saúde.

Nega ter tido febre, diarreia, fenômenos hemorrágicos ou icterícia – não só na fase aguda de sua doença, mas também posteriormente. Não notou, por outro lado, nenhuma área de depilação, no corpo ou na face, nem observou queda excessiva de cabelos – em nenhuma ocasião, de outubro para cá. Durante o período de sonolência não apresentou diminuição aparente da sua capacidade para o trabalho físico. Não observou também qualquer diminuição da libido ou potência, ou qualquer alteração de acuidade visual; não notou ainda anemia, nem teve lesões ulceradas na boca.


Doenças passadas:

Refere-se apenas a doenças eruptivas próprias da infância (sarampo e catapora), sem complicações. Nunca teve doenças crônicas venéreas. Sofre, há alguns anos de “colite crônica”, que no momento não o está incomodando.


Exame Físico:

Trata-se de uma pessoa do sexo masculino, de cor branca, cabelos negros e lisos e olhos escuros, não aparentando sofrer de nenhuma doença aguda ou crônica.

Biótipo: Longilíneo estênico.

Fácies: atípica.

É de estatura média (1,64m. calçado), magro porém robusto, com musculatura bem desenvolvida. Está em bom estado de nutrição, não apresentando nenhum sinal de carência vitamínico. Ausência de deformidades físicas ou anomalias do desenvolvimento corporal. Pêlos do corpo, de aspecto e distribuição normal em relação ao seu sexo. Mucosas conjuntivas ligeiramente descoradas. Dentes em bom estado de conservação. Gânglios superficiais impalpáveis.


Exame dermatológico:

Há que se assinalar as seguintes alterações:

1)– duas pequenas manchas hipercrômicas, uma de cada lado do queixo, de pequeno tamanho e formado mais ou menos arredondado; uma delas tem o diâmetro de uma moeda de 10 centavos, sendo a outra um pouco maior e de aspecto mais irregular; a pele sobre essas regiões se apresenta mais lisa e adelgaçada, como se tivesse sido renovada recentemente, ou como se fosse algo atrofiado; não há nenhum elemento que permita fazer qualquer avaliação sobre a natureza e a idade dessas marcas: apenas se pode dizer que são cicatrizes de alguma lesão superficial com hemorragia subcutânea associada – tendo pelo menos um mês e no máximo doze meses de existência; aparentemente essas marcas não são definitivas e desaparecerão provavelmente ao cabo de alguns meses. Nenhuma outra mancha ou marca semelhante foi assinalada.

2)Diversas cicatrizes de lesões cutâneas recentes (alguns meses no máximo), no dorso das mãos, antebraço e pernas. Todas apresentam o mesmo aspecto, que lembra o de pequenos furúnculos ou feridas cicatrizadas, com áreas de descamação em volta, mostrando que são relativamente recentes. Ainda existem duas não cicatrizadas, uma em cada braço, cujo aspecto é o de pequenos nódulos (ou calombos) avermelhados, mas duros do que a pele em volta e fazendo saliência em relação à mesma, dolorosos à pressão, com um pequeno orifício central que deixa escapar uma serosidade amarelada; a pele em volta se apresenta alterada e irritada – indicando que as lesões são prurigionosas, pois há marcas feitas pelas unhas do paciente ao cola-las. O aspecto mais interessante de todas essas lesões e cicatrizes cutâneas é a presença de uma área hipercrômica de cor violácea em torno de todas elas - com a qual não temos nenhuma familiaridade. Não sabemos se essas áreas podem ter alguma significação especial, ou não. A nossa experiência em Dermatologia é insuficiente para que possamos interpreta-las corretamente, já que essa não é a nossa especialidade. Limitamo-nos pois a descrever essas alterações, já que foram também fotografadas.


Exame do sistema nervoso:

Psiquismo: Boa orientação no tempo e no espaço. Emotividade e afetividade dentro dos limites normais. Atenção espontânea e provocada, nos limites do normal. Teste de percepção, de associação de ideias e de raciocínio, indicando mecanismos mentais aparentemente normais. Memória anterógrada e retrógrada conservadas; memória visual excelente, com facilidade para reproduzir em desenhos ou gráficos os detalhes descritos verbalmente. Ausência de qualquer sinal ou evidência indireta de perturbação das faculdades mentais.

Nota: Estes resultados, embora precisos, deverão ser completados – caso possível – por um exame psiquiátrico mais especializado, feito por especialista.

Exame de motilidade, refletividade e sensibilidade superficial: Nada revelou de anormal.

Exame dos demais aparelhos e sistemas: Nada revelou de anormal.

Rio de Janeiro, 22 de fevereiro de 1958.


Antônio Villas Boas sendo examinado pelo Doutor Olavo Fontes

 
Resumo do Caso
Um resumo dos fatos ocorridos na noite de 15 de outubro de 1957, em que Antônio Villas Boas foi abduzido.

A Divulgação do Caso
Saiba como o caso Villas Boas chegou ao conhecimento dos ufólogos e como foi divulgado..

A Pesquisa de Olavo Fontes
Relatório de Investigação do ufólogo Olavo Fontes.

A Pesquisa da SBEDV
Relatório de Investigação da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores.

Exame Clínico de Antônio Villas Boas
Laudo do exame em Antônio Villas Boas, realizado por Olavo Fontes.

Relato Pessoal de um Abduzido
Depoimento pessoal de Antônio Villas Boas.

Pesquisas Posteriores
Pesquisa realizada por Claudio Suenaga e Pablo Villarubia para a Revista UFO.

Galeria do Caso
Fotografias, imagens e desenhos referentes ao caso.



Comentários (6)

Você está revendo: Caso Antônio Villas Boas
Sort
5/5 (6)
1 2 > último
FacebookGoogle+Twitter
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Marcelo Figueiredo Lemos (São Bernardo do Campo, Brazil) diz...
Notem a semelhança deste caso com o Caso Cabalá, Chapecó-sc, no caso de vilas boas não foi dito nada, apenas gestos, mas eles se lembrou dos hieróglifos na parede da neve provavelmente por causa do Diadema, já com Cabalá eles foram expertos por que se esconderam na penumbra, só cabala apareceu, se não fosse assim faríamos uma associação. O diadema é a chave os instrumentos conectados aos processos adiantados de televisão,os contas lentamente estão se tornando mais claros com uma ... Leia mais
3 April 2020 18.06
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Ézio (Cuiabá, Brazil) diz...
A princípio o ufo não tinha como objetivo raptar Antonio, só depois dele insistir em perseguir a luz que aconteceu seu sequestro. Há uma certa semelhança entre estes ETs com aqueles relatados por Charles Hall, ex membro da USAF, qie os EUA abrigam e fornecem material. Estes deste caso sao nórdicos e baixos, aqueles, dsao nórdicos e altos. Mas ambos têm linguajar semelhante a um cão a ladrar. No caso filiberto Cárdenas, uma das entidades et mencionou uma agenda alienígena desde o ... Leia mais
21 March 2020 00.04
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Gabriel Souza (Caraguatatuba, Brazil) diz...
TongueEu adorei a descrição da moça do outro planeta. Faria sexo com ela sem problemas. Onde acho esse disco voador?
19 May 2019 02.56
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Acassio caller (Rio, Brazil) diz...
Percebi augo muito importante na abdução Nelson tasca e vilas boas.
1-eles tem mesmo nome António
2- eles tiveram ato sexual com uma extraterrestre
Loira
3- o mas intrigante
Vilas boas foi abduzido 1 da manhã
Faleceu em 1991. Percebam
Nelson tasca foi abduzido 8 da noite
Faleceu em 2008
Percebam a hora da abdução com data de falecimento deles. Incrível isso
Detalhe na numerologia (gabala)esses números
Tem significados. .esses ceres são entidades
De muito mistério.
21 February 2018 14.20
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarEmpty Star
Celsão (sp, Brazil) diz...
Uma grande de proporções intergaláticas! Wink
6 January 2017 18.31
1 2 > último
Página 1 de 2

Adicionar Comentário

* Informação requerida
(não será publicado)
 
Bold Italic Underline Strike Superscript Subscript Code PHP Quote Line Bullet Numeric Link Email Image Video
 
Smile Sad Huh Laugh Mad Tongue Crying Grin Wink Scared Cool Sleep Blush Unsure Shocked
 
3000
 
Notifique-me de novos comentários via email.
 



Referências:

- Livros
  • BULHER, Walter e PEREIRA, Guilherme. O Livro Branco dos Discos Voadores. Petrópolis: Ed. Vozes, 1983.
  • DURRANT, Henry. Primeiras investigações sobre os humanóides extraterrestres. Tradução de Luzia D. Mendonça. São Paulo: Ed. Hemus,1980.
  • KEYHOE, Donald. A verdade sobre os discos voadores. Tradução de Lauro Blandy. São Paulo: Global Editora, 1973.
  • MISTÉRIOS DO DESCONHECIDO. Contactos Alienígenas. Rio de janeiro: Time-Life Livros,1993.
  • MISTÉRIOS DO DESCONHECIDO. O Fenômeno OVNI. Rio de janeiro: Time-Life Livros,1993.
  • HOPKINS, Budd. Intrusos - Um estudo sobre o rapto de pessoas por alienígenas. Tradução de Reinaldo Guarani. Rio de Janeiro, 1995.

 


- Boletins
  • B23 Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores - Edição 26-27
  • B46 Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores - Edição 90-93
  • B63 - Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores - Edição 1975
  • B64 - PEREIRA, Jader. Tipologia dos humanóides extraterrestres. Coleção Biblioteca UFO, nº 1, Março 1991.

 


- Artigos de Revistas
  • SBEDV. Contatos com extraterrestres no Brasil. Revista UFO, Campo Grande, nº 6, p.20-2, nov/dez 1988.
  • LAUDA, Jaime. O Caso Villas-Boas revisado. Ufologia Nacional e Internacional, Campo Grande, nº 3, p. 13-15, julho/agosto 1985.
     

 


- Documentos Oficiais

 


- Vídeos e Documentários

 


- Sites e Blogs

- Outros
  •