Caso Onilson Pátero - Crítica Negativa Deste Caso

Um dos mais importantes casos de abdução da Ufologia Brasileira envolveu o comerciante Onilson Pátero, que em duas ocasiões foi abduzido. Na segunda vez, ele foi deixado a 300 quilômetros do local do sequestro.
Você está aqui:
Página Inicial >> Casos Ufológicos >> Caso Onilson Pátero - Crítica Negativa Deste Caso

Página 8 - Abdução em Catanduva - Por Irene Granchi


Página 9 - Crítica Negativa Deste Caso


Página 10 - O Protagonista do Caso


SBEDV - Pesquisa

Sumário:


 

 


Em Ufologia, honestidade é tudo. Ao copiar material deste site cite a fonte, assim como fazemos em nosso site. Obrigado!

 

Introdução

Uma pessoa com disritmia no eletroencefalograma poderia apresentar uma "ausência" de 6 dias e, nesse período, sem saber o que fazia, cobriria os 900 Km para aparecer em Colatina (porém, próximo à Estação Rodoviária). Mas Onilson não apareceu no centro da cidade, mas sim a uns 12 km dali. Seria, ao nosso ver, difícil de ter ele perambulado nessa região, sem dinheiro e sem ser pressentido pelos zeladores de gado e outros transeuntes. Posteriormente, quando toda a região chegou a saber do acontecimento, ninguém apareceu para testemunhar no sentido de ter presenciado Onilson naquele local anteriormente.

De fato, Onilson apresentou, em Colatina, uma barba relativamente pouco crescida para 6 dias. Entretanto, verificamos, por ocasião da nossa estada em Catanduva,a pouca barba, no seu irmão Éder Pátero, já de alguns dias por fazer, demonstrando que realmente a família possui tendência para pequeno crescimento da barba. Em semelhança à ausência de relatos das necessidades fisiológicas no Disco Voador, durante os 6 dias do 2º episódio ufológico, poderia haver alguma significação também para a barba.

Houve falta de detalhes no 2º episódio de Onilson. E esta foi a reclamação do repórter do Jornal da Cidade (de Bauru [15/5/1974], na entrevista de Onilson em Catanduva, em 11/5/1974. Entretanto, Onilson omitiu exatamente os detalhes exóticos do relato do seu 2º episódio, a pedido dos ufologistas paulistas presentes na ocasião.

Os ufologistas paulistas, com esse gesto de discrição, quiseram evitar um sensacionalismo jornalístico barato, asseverando que o relato de Onison iria ser liberado logo após eles procederem à pesquisa. Naturalmente, o repórter de Bauru, sincero mas impaciente, deveria ter voltado ao assunto e cobrado essa promessa. Mesmo assim prestou serviços inestimáveis à Ufologia, com suas fotos documentárias.

Poderia ter havido uma poluição da mente de Onilson, por literatura ufológica similar, previamente aos seus episódios. Para esclarecer devidamente uma possibilidade desta ordem a SBEDV visitou o lar do protagonista, enquanto este se achava afastado por motivo de viagem.

Na ocasião, fomos informados pela esposa de Onilson que o mesmo desconhecia a literatura especializada no assunto e que esta não era usada em seu lar. Só após a difusão do seu primeiro episódio é que começaram a chegar Boletins (encaminhados por pesquisadores paulistas e cariocas) que se ocupavam com o assunto, especialmente com o seu relato. A SBEDV também lhe remeteu um livro (juntamente com literatura especializada) que descreve um contato ufológico, mas de forma completamente diferente dos episódios de Onilson. De modo que a idéia de plágio fica afastada.

Por intermédio de terceiros, participantes de Congresso Ufológico paulista (30/11/1974 à 1/12/1974) chegou-nos uma notícia de que o grupo ufológico local não mais estaria propenso a apoiar os relatos ufológicos relatados por Onilson. A razão da reviravolta de opinião estaria baseada em supostas declarações do Sr. Otto Gibbes Olivatti, que teria sido companheiro de viagem de Onilson em pelo menos uma das ocasiões de seus 2 episódios ufológicos.

A fim de esclarecermos o caso, por meio de uma pesquisa, transportamo-nos em 11 de fevereiro de 1975 à casa do Sr. Otto, situadaem Pindorama, onde este nos esclareceu que não estava presente em nenhuma das duas viagens de Onilson. Aliás, com referência à ultima data poderá comprovar que esteve em local bastante afastado da cidade de Júlio de Mesquita, porquanto estava a mais de 800 km de distância, na cidade de Assis Châteaubriant, Paraná.

Para terminarmos esta questão, seria necessário recebermos as informações do grupo paulista, através de seus membros Dr. Max Berezowsky e Guilherme Wirz. Aliás, já havíamos pedido isso ao último, na época do citado congresso. A bem da pesquisa pura, ficamos aguardando a comunicação que solicitamos.


 
A Primeira Abdução
Conheça os detalhes da primeira abdução de Onilson Pátero.

A Segunda Abdução
Conheça os detalhes da segunda abdução de Onilson Pátero.

Ufólogos Investigam o Caso
Relatório de investigação da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores (SBEDV).

Indícios, Evidências??
Indícios, evidências e comprovações deste caso.

Pesquisas Paralelas
Dados sobre pesquisas paralelas conduzidas por membros da família de Onilson Pátero.

A Hipnose de Onilson Pátero
Transcrição de trechos da hipnose de Onilson Pátero.

Outros Casos Ocorridos em Catanduva e Região
Dados sobre outros casos ocorridos na região de Catanduva (SP).

Abdução em Catanduva [Por Irene Granchi]
Artigo de Irene Granchi sobre o Caso Onilson Pátero.

Crítica Negativa Deste Caso
Polêmicas envolvendo o Caso Onilson Pátero.

O Protagonista
Conheça o perfil do abduzido Onilson Pátero.

Galeria de Imagens do Caso
Galeria de fotografias, imagens e ilustrações sobre o caso.



Comentários (7)

Você está revendo: Caso Onilson Pátero
Sort
5/5 (7)
1 2 > último
FacebookGoogle+Twitter
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Lucas Bolsone Rodas (Catanduva - SP, Brazil) diz...
Correção do nome: Gumercindo Fernandes RODAS, meu querido avô.

Obrigado.
24 October 2019 10.09
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarEmpty Star
Silvia Lima (Santa Adelia, Brazil) diz...
Ola vc é mesmo neto do seu Onilson Pátero. hoje vi a historia dele nunca tinha ouvido falar , fiquei sabendo da história pelo canal FREAK TV; depois procurei mais ele e achei a entrevista. adoraria saber mais sobre a historia dele.
6 December 2019 00.15
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Luis Carlos dos Santos (Catanduva. S.p, Brazil) diz...
Para quem não acredita fica aqui à dica existe sim ,Est,eu sou prova viva me comunico todos os fias por telepatia com eles,telefone watzap 17.996335712.luis
11 September 2019 12.09
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarFull Star
Miquéias Porfirio da Silva (Jaboatão dos Guararapes PE, Brazil) diz...
Porque a midia geral não divulga esses fatos fantásticos para o mundo deixar, de indioticies a TV o Ràdio, e ficam divulgando Bactérias em asteroids. São centenas de casos.Wink
14 December 2018 20.01
Gravatar
Full StarFull StarFull StarFull StarEmpty Star
Udson Dias dos Santos (Catanduva-SP, Brazil) diz...
Apenas detalhes no texto acima, que em seu inicio menciona que o Onilson de deslocava de São José do Rio Preta a Catanduva e que havia acabado de passar o Rio Tietê e as Quedas de Anhanduva, bom o Rio Tietê passa a mais de 100 km de distancia de Catanduva e de São José do Rio Preto, e as Quedas de Anhanduva nunca ouvi falar. Depois menciona "Faltavam duzentos e cinquenta quilômetros para Catanduva, bom, a distância entre Catanduva e São José do Rio Preto e de 55 KM, e nesse ... Leia mais
5 June 2018 09.21
1 2 > último
Página 1 de 2

Adicionar Comentário

* Informação requerida
(não será publicado)
 
Bold Italic Underline Strike Superscript Subscript Code PHP Quote Line Bullet Numeric Link Email Image Video
 
Smile Sad Huh Laugh Mad Tongue Crying Grin Wink Scared Cool Sleep Blush Unsure Shocked
 
3000
 
Notifique-me de novos comentários via email.
 



Referências:

- Livros
  • BULHER, Walter e PEREIRA, Guilherme. O Livro Branco dos Discos Voadores. Petrópolis: Ed. Vozes, 1983.
  • GRANCHI, Irene. UFOs e abduções no Brasil. Tradução de Liana Moreira. Rio de Janeiro. Novo Milênio: 1992.

 


- Boletins
  • B47 Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores - Edição 94-98
  • B48 Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores - Edição 99-103
  • B50 Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores - Edição 112-115
  • B59 Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores - Edição 158-161
  • B63 Boletim da Sociedade Brasileira de Estudos de Discos Voadores - Edição 1975

 


- Artigos de Revistas
  •  
     

 


- Documentos Oficiais
  •  

 


- Vídeos e Documentários
  •  

 


- Sites e Blogs

- Outros
  •